Conversational commerce: a nova tendência do varejo

Conversational commerce: a nova tendência do varejo

COMMERCE

Gerar conexões mais intensas com os usuários e clientes é o desejo de muitas empresas, principalmente do varejo. É aí que entra o conversational commerce.

Atualmente, tanto gestores que estão começando agora quanto até os mais experientes perceberam que com o passar dos anos e o aparecimento da internet e suas ferramentas o comportamento do consumidor mudou.

Sendo assim, comunicação em massa com propagandas na TV, assim como anúncios em rádio, apesar de ainda fazerem um grande sucesso até hoje para alguns setores, sozinhos não são nem perto do suficiente para atrair a quantidade desejada de clientes.

Inclusive, a internet é atualmente um dos melhores espaços para conseguir conversar, atrair, reter e, claro, fidelizar os clientes dos mais variados nichos do mercado, entre eles o varejo.

Por falar nisso, se você acha que investir no digital ou até mesmo em um ecommerce é furada, vamos aos dados: 88% dos brasileiros já compram na internet!

Além disso, 94% das empresas entrevistadas para a pesquisa de maturidade digital adotam o marketing digital como estratégia de crescimento, ao passo que apenas 5,5% utilizam apenas meios offline, como TV, rádio e papelaria.

Perceba que inovar e conhecer novas estratégias, como o conversational commerce, é uma necessidade cada dia maior, que ao contrário do que algumas pessoas pensam, não se trata de um bicho de sete cabeças ou até mesmo algo inalcançável.

Pensando em deixar você ainda mais atualizado sobre o universo digital e suas novas ações, preparamos esse conteúdo. Descubra do que se trata o conversational e porque ele pode ser muito importante para as suas estratégias na internet.

O que é o conversational commerce?

Também podendo ser chamado de comércio conversacional, essa estratégia utiliza a comunicação entre empresa e cliente em potencial para conseguir vender mais.

Seja por meio de chatbot, troca de e-mails, mensagens no WhatsApp e em demais redes sociais, o conversational commerce tem como foco criar conversas que conectem o usuário de uma forma que ele queira comprar, até mesmo diretamente pela rede social.

Com esse tipo de ação, o usuário se sente mais seguro e pode fazer as mais variadas perguntas, como as formas de pagamento, medidas do produto, política de trocas e até mesmo saber como funciona a entrega, dentre outros detalhes.

Muito presente nas lojas online, o conversational virou um verdadeiro sucesso, pois não se trata de uma estratégia cara ou demorada de ser implementada, ao passo que apresenta resultados de forma rápida e escalável.

Qual sua importância?

Depois de saber do que se trata o conversational, uma das primeiras perguntas dos gestores é saber a sua real importância para o negócio.

A resposta é simples: atrás de cada tela de celular, tablet ou computador existe uma pessoa, que tem sentimentos, expectativas, medos e objetivos. Nada melhor do que outro ser humano para orientá-la a ter uma jornada de compra mais feliz e completa!

De fato, com a tecnologia em alta, os ecommerces estão cada vez mais completos e com poucos cliques a pessoa pode fazer uma compra. 

No entanto, nem sempre o que o usuário procura são robôs, botões prontos ou automações. Muitas vezes, uma simples interação pode fazer com que aquela pessoa se sinta mais segura e possa comprar sem rodeios.

Sendo assim, a importância é grande, tanto de forma comercial, já que pode vender mais, tanto no social e branding, o que faz a empresa ganhar notoriedade, credibilidade e, claro, ser lembrada de maneira positiva.

Quais as vantagens para o varejo online?

Dentro do varejo online, ou seja, o famoso ecommerce, que inclusive cresceu no Brasil de maneira estonteante e teve crescimento de 48,4% no faturamento em 2021, o conversational marketing é repleto de benefícios.

Em primeiro lugar, é um tipo de estratégia com grande procura dos clientes, além de ser um ótimo suporte em toda a trajetória de vendas, já que pode ajudar tanto antes quanto depois de efetuada a compra.

Depois, não podemos esquecer de que se trata de uma ação acessível, já que as conversas ocorrem em aplicativos e redes sociais que as pessoas já usam, como, por exemplo, o WhatsApp, Instagram e até mesmo o Facebook.

Além disso, muitas pessoas que compram online não estão habituadas com esse tipo de transação e a conversa pode ser suficiente para auxiliá-las a finalizar a compra, evitando desistências por não saber seguir os passos online.

Interessante como esse tipo de estratégia pode fazer toda a diferença em sua empresa! 

Que tal implementar essa e demais estratégias que irão dar uma guinada em sua loja? Entre em contato conosco e saiba na prática porque somos referência em performance.